Mae Ukemi
Author:		mariobross

Ukemi - Quedas - 受け身

植芝盛平 —  Morihei Ueshiba
18 anos.

Videos Ukemi

Principal

Mae Kaiten Ukemi I - Rolamento para frente.

"Utilizar a energia da queda para se levantar e seguir adiante é um grande aprendizado do Aikido."
           "Aceitar a queda é o primeiro passo para levantar-se e seguir adiante."
"O caminho para o chão todos conhecem.
“A forma de percorrer este caminho é o que difere aqueles que ficam no chão daqueles que se levantam."
"Só quem cai tem a oportunidade de aprender a se levantar."
“Cair nove vezes. Levantar-se dez."
"Quando se aceita a Vida do jeito que é, algo então pode fluir, se modificar e se transformar."
"Aceitar o inaceitável é a maior fonte de graças que existe."
"A dor física crônica é um dos mestres mais duros que se pode ter.
“Ela nos ensina que a resistência é inútil."
"Sinta a Vida no seu corpo. Isso enraíza você no Agora."
"O importante não é quanta vezes você cai, e sim quantas vezes você se levanta."

Morihei Ueshiba

Ushiro Kaiten Ukemi I - Rolamento para trás.

Ushiro Hanten Ukemi I - Meia queda para trás.

Ushiro Otoshi Ukemi - Queda avançada de Aikido.

Mae Kaiten Ukemi II - Variação com um passo.

Ushiro Kaiten Ukemi II - Rolamento para trás.

Ushiro Hanten Ukemi I - Meia queda para trás.

           No Aikido deve reservar-se um lugar especial à aprendizagem da queda. A maior parte das pessoas uma vez que aprenderam a estar de pé, não sabem libertar-se da gravidade.Os pais, muitas vezes incapazes de cair incólumes, não conseguem inibir-se de proteger os filhos.A criança cresce tão incapaz de cair como eles, e também como eles, receia toda a mudança brusca de posição. 

           A reação à queda poder ser observada no recém nascido.O adulto tem tendência para reter a respiração à menor possibilidade de queda;manteve neste aspecto o estado infantil.Ensinando-o a cair, contribuímos para a sua independência.Um dos primeiros,senão o primeiro grande desafio,que se coloca a todos os que se iniciam na prática do Aikido, é vencer o medo instintivo de cair.Este medo é naturalmente comum a todos os indivíduos e pode ter origens psíquicas,físicas ou ambas simultaneamente.Sendo a prática do Aikido baseada em projeções e imobilizações no solo, é fácil concluir que ninguém poderá obter prazer total de praticar enquanto subsistir uma réstia do medo da queda, ou a preocupação com as consequências.

           Forma de ultrapassar estas inibições é conhecer e praticar as diferentes técnicas de quedas - Ukemi Waza - tendo em atenção os crescentes graus de dificuldade.Se observarmos o processo de aprendizagem e desenvolvimento do bebê, verificamos que todos engatinham antes de andar, e só depois se atrevem a correr e a saltar.Também no Aikido devemos seguir um percurso semelhante. Começar pelas quedas atrás, Ushiro Ukemi e à frente, Mae Ukemi, dissecando os movimentos nas suas partes de forma a aprender a colocação dos membros e da cabeça.A seguir executar o movimento como um todo, procurando atingir o conceito de esfericidade e não resistência - notem que ukemi traduzido à letra quer dizer "receber com (através do) corpo". Só depois vem a queda rolada lateral, a queda em extensão, as quedas placadas e a queda facial.Um percurso longo e variado, que exige dedicação e muito treino.Só a prática permite ultrapassar o medo original e nos trás sem esforço (e sem lesões) à posição vertical após cada queda.

           E isto é muito importante porque "cair todos nós caímos mas só alguns se conseguem levantar".

           É a arte de cair, ou a maneira pela qual defendemos nosso corpo ao cair, ou ser projetado.Sua origem é milenar, sendo anterior ao nascimento do Aikido.Era treinada como arte guerreira pelos Samurais,devido a sua importância para defesa do corpo.Além de servir para defesa corporal, os
ukemis, se destinam, ainda, ao ataque, daí sua origem guerreira.No Aikido sua importância vai além, pois para que possamos derrubar um adversário temos, obrigatoriamente, que forçá-lo a realizar um ukemi.Como poderíamos aprender uma projeção sem antes termos a noção exata dos ukemis? Seria impossível.

           Literalmente "receber com (através do) corpo" é, a arte de cair em resposta a uma técnica.Ideal que o aikidoca seja capaz de executar ukemi a partir de qualquer lugar e em qualquer direção.O desenvolvimento de devido ukemi é tão importante como o desenvolvimento de habilidades projetando e não é menos merecedor de atenção e esforço.No decorrer da pratica do ukemi,um tem a oportunidade de acompanhar a forma como está a ser movida uma forma de obter uma compreensão mais clara dos princípios técnicos do Aikido.          

           Assim como a norma Aikido técnicas fornecer estratégias para a defesa contra ataques físicos, o mesmo acontece com  o ukemi a prática fornece estratégias para defender contra a queda (ou mesmo contra a aplicação de um ou vários golpes usando o Ukemi como técnica).Ukemi, ou "receber com (através do) corpo", é o método de recebimento de uma técnica no Aikido. Ukemi pode se referir a todas as linhas gerais do estudo recebendo uma técnica de Aikido(por exemplo, o ajuste adequado dos pés),mas muitas vezes coloquialmente refere-se apenas a queda parada. Queda parada também pode ser usado como uma forma de condicionamento.

Ukemi  -  Quedas  - 受け身

"O segredo do Aikido não é o modo como você move seus pés, e sim como você move a sua mente. Eu não estou ensinando técnicas marciais. Eu estou ensinando a não-violênica."Morihey Ueshiba.

Seminário de Aikido  - Ukemi - Sensei Marcus Caires

           O corpo humano é como uma máquina que não pode parar. Se para, vai emperrando e fica comprometido, promovendo as famosas dores musculares. A proposta de trabalhar o corpo no Aikido tem como objetivo afastar dores e o estresse.

           As tensões são provocadas pelos nossos vícios de movimentos e posturas. O corpo luta o tempo todo contra a gravidade. Ignora infinitas possibilidades de apoio, de flexibilidade e de deslocamento. A dor vem do fato de não explorarmos corretamente essa grande gama de possibilidades.

           As frase mais comuns nos dia de hoje são:

           “As costas começam a doer”. ” Não encontro posição confortável” “Meus ombros doem”. ” Meu pescoço está duro”.

           Se não praticarmos dobramentos (?),vamos ficando enrijecidos, cristalizados em posições a ponto de não mais conseguirmos nos agachar. O corpo humano é uma máquina construída para viver em movimento e a falta de uso dos músculos e do esqueleto para dobrar, virar, rolar, nos torna muito mais sensíveis a machucados, luxações, artrites e outros comprometimentos. A atenção com o próprio corpo é hoje uma necessidade, principalmente em tempos de computadores e máquinas que nos levam cada vez mais ao sedentarismo e suas conseqüências.

           Em um quadro do programa Fantástico, o coreógrafo Ivaldo Bertazzo recebeu a atriz Marisa Orth para uma aula. Veja que dicas legais ele deu e como podemos usá-las no Aikido:

           Ivaldo: Marisa, há quanto tempo você não faz uma cambalhota?
           Marisa: Há uns dois, três anos.
           Ivaldo: você sabe que uma das coisas mais importantes para o corpo é saber dobrar, virar um pacotinho?   Essa é uma brincadeira, mas uma brincadeira séria. Você precisa se aproximar do chão.
           Marisa: O preço de a gente se manter o tempo todo de pé, ereto, longe do chão é um dia cair e se quebrar inteiro.
           Ivaldo: Então, este é um exercício preventivo. Aproxime-se do chão e use todos os apoios. A disposição de experimentar é a chave da saúde e da juventude. Uma das atitudes para rejuvenescer é usar as dobradiças, agachar e rolar. Se enrolar que nem um tatu-bola é bom porque fortalece o abdômen, dá elasticidade à coluna e trabalha toda a circulação.
           Ivaldo: Quanto mais eu me dobro, me arredondo, mais músculos eu vou utilizar. E a circulação trabalha, oxigena o crânio, a cabeça. Os ossos vão se beneficiar e você perde o medo de cair. Tem que tirar o gesso. E prevenir-se do envelhecimento precoce do seu corpo, do seu gesto. Brinque com o chão.

           Se levarmos esse bate-papo para o tatame vamos identificar as dicas do Ivaldo na prática do Aikido, que está longe de ser uma simples luta. Vamos perceber o quanto essa prática contribui para o bem-estar físico geral.

           No Aikido praticamos esse dobramento e arredondamento do corpo em forma de rolamentos e cambalhotas, que vão trazer inúmeros benefícios para o corpo. Listo alguns:

           1. Fortalecimento do abdômen
           2. Maior elasticidade da coluna
           3. Ativação de toda a circulação.

Aikido em Brasília,venha fazer uma aula experimental conosco em uma de nossas unidades,410 Norte,ASSEJUS,Guará & Núcleo Bandeirante...